Lacan dizia sobre o gozo coisas inauditas para nosso senso comum e por completo diferentes do Freud.
Fatos tanto mais ignorados quanto mais nisso se fala. E fala-se nisso o tempo todo (ao menos, no universo do dito “lacanismo”). Diria que tanto mais se fala quanto menos se quer saber sobre o que isso implica. E o que implica? Uma completa reforma do entendimento.
Será que podemos fazer melhor? Vale a pena tentar

DATAS

  • 17 de setembro
  • 22 de outubro
  • 12 de outubro
  • 10 de dezembro